TERCA, 31/03/2020, 16:10

Arrecadação do Nota Paraná cai pela metade em tempos de pandemia e isolamento social

Coordenadora do programa afirma que ainda é cedo para falar na queda total da arrecadação. Sorteios estão suspensos e só voltam a ser feitos em julho.

Os números ainda não estão fechados, mas pelo relatório dos últimos oito dias do Nota Paraná, ao qual a reportagem da CBN Londrina teve acesso, se percebe que a arrecadação do programa vem caindo significativamente com as medidas de isolamento social determinadas a partir da pandemia do novo Coronavírus.

Até o dia 21 de março, sábado, quando a maioria das cidades do estado ainda não tinha aderido ao fechamento quase que total do comércio, o Nota Paraná vinha arrecadando uma média de R$ 6,2 milhões por dia com o ICMS. No dia 22, os números já ficaram bem abaixo de um domingo normal. Mas, foi a partir do dia 23, segunda-feira, que deu para perceber o tamanho do problema. A arrecadação caiu pela metade, em alguns dias mais que isso.

Nesta terça-feira, 31, por exemplo, último dia do mês, os números do chamado valor total do ICMS destacado, caíram ainda mais e ficaram abaixo dos R$ 3 milhões.

A coordenadora Estadual do Nota Paraná, Marta Gambini, afirma que ainda é cedo para falar no valor total da queda de arrecadação e que uma avaliação final do mês de março só deve ser feita em junho.

Além da queda na arrecadação, os sorteios do Nota Paraná também foram suspensos por três meses e só devem voltar a ser feitos em julho. A medida foi anunciada depois que a Caixa Econômica Federal suspendeu também por três meses a realização de sorteios da Loteria Federal e a Secretaria de Fazenda não teve outra alternativa, já que os prêmios do Nota Paraná são definidos a partir dos números da Loteria Federal.

A suspensão dos sorteios, de acordo com a coordenadora do programa, vai gerar uma economia de R$ 15 milhões. Segundo Marta Gambini, a Secretaria de Fazenda definiu que os sorteios de abril, maio e junho serão realizados em julho, num dia só.

Marta Gambini faz um apelo aos consumidores, que em tempos de isolamento andam comprando como nunca nas lojas virtuais e aplicativos de comida, por exemplo, para que continuem pedindo a nota fiscal.

Para fazer parte do programa, é só se cadastrar no site notaparana.pr.gov.br.

Por Marcos Garrido

Comentários