SEGUNDA, 10/08/2020, 19:30

Com três novas mortes registradas nesta segunda-feira, Londrina soma 134 óbitos pela Covid-19 desde o início da pandemia

Cidade chega a quase 3.800 confirmações da doença depois dos 49 novos casos registrados nesta segunda-feira.

Com os três novos óbitos pela Covid-19 registrados nesta segunda-feira, Londrina totaliza 134 mortes pela doença desde o início da pandemia. Uma das vítimas, é um homem de 61 anos que estava internado em hospital publico desde o dia 17 de julho e testou positivo para o coronavírus na mesma data. O quadro de saúde do paciente, que tinha comorbidades, piorou e ele morreu neste domingo.

Os outros dois registros de óbito foram de mulheres. Uma delas, de 72 anos , foi internada em hospital publico no dia quatro de agosto e testou positivo no dia sete. A idosa, que não tinha comorbidades, acabou morrendo na última sexta-feira. A outra morte registrada foi de um a senhora de 95 anos, que também tinha comorbidades e estava internada em hospital publico desde 19 de julho, com swab positivo para o coronavírus no dia 20. Ela evoluiu a óbito também na última sexta-feira.

Segundo o boletim da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado no início da noite, a cidade registrou 49 novos casos da infecção causada pelo coronavírus e soma agora 3.799 confirmações da doença. Até o momento, foram realizados 22.646 testes laboratoriais para detecção do novo coronavírus pela Prefeitura.

Ainda de acordo com o balanço diário do Município, Londrina tinha nesta segunda-feira 248 casos ativos, com 206 pessoas em isolamento domiciliar e outras 42 internadas, sendo  21  delas em UTIs e outras 21 em leitos clínicos.

A Secretaria Municipal de Saúde informou ainda que a taxa de ocupação das UTIs adulto do SUS, específicas para a Covid-19, era de 59% nesta segunda-feira.  Em relação à ocupação dos leitos gerais de UTI adulto, para todos os tipos de doenças, a taxa ficou em 68%.

Até o fechamento desta edição, a Secretaria Estadual de Saúde não tinha divulgado o boletim diário da Covid-19 no Paraná.

Por Marcos Garrido

Comentários