SEGUNDA, 19/11/2018, 19:50

Conselho Municipal da Cultura de Paz promove 1ª Semana de Justiça Restaurativa

Programação inclui palestras, mesas-redondas e rodas de conversa com o objetivo de ampliar o debate sobre as práticas restaurativas na cidade.

A 1ª Semana Municipal de Justiça Restaurativa de Londrina começou nesta segunda-feira e vai até o dia 23, sexta-feira. O evento, promovido pelo Conselho Municipal da Cultura de Paz, Compaz, tem na programação mesas-redondas, palestras e a entrega do 8º Selo Arma Não é Brinquedo. O secretário do Compaz, Luiz Cláudio Galhardi, explica que a Semana é aberta ao público e tem como objetivo principal conscientizar a população sobre a importância das práticas restaurativas e do estabelecimento de uma cultura de paz.

Conhecida como uma técnica de solução de conflitos baseada na criatividade e na sensibilidade ao escutar vítimas e agressores, Galhardi explica que a justiça restaurativa tem tido iniciativas cada vez mais diversificadas em Londrina e outras cidades e já coleciona resultados positivos.

Na abertura do evento, no dia 19, uma mesa-redonda mostrou o trabalho que vem sendo desenvolvido no estado por diversos setores. Participaram da mesa, representantes do Tribunal de Justiça, da Secretaria estadual da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, da Secretaria Municipal de Educação, Compaz e Conselho da Comunidade.

Nesta terça-feira, dia 20, às 14h, o Sesc Londrina Norte recebe um círculo de construção para a paz, mediado por uma equipe do Compaz, e que vai incluir adolescentes e membros da comunidade. A proposta é apresentar o método de resolução de conflito aos alunos.

Na quarta-feira, a atividade se repete, dessa vez na Faculdade Positivo, mas será destinada a gestores e trabalhadores do terceiro setor.

No dia 22, quinta-feira, a 1ª Semana Municipal de Justiça Restaurativa traz a palestra “Era Digital - Benefícios e Riscos”, com a pesquisadora Cineiva Campoli Paulino, que também lança o livro “Vozes do Cárcere II - Paz e Prevenção”. A pesquisadora explica que o tema da palestra e a pesquisa feita com os presos nos dois livros abordam uma mesma temática.

Ainda na quinta-feira, a pesquisadora participa da entrega do 8º Selo Arma Não é Brinquedo. A programação da semana se encerra na sexta-feira, 23, quando serão expostas experiências de práticas restaurativas desenvolvidas nas escolas municipais, coordenadas pela responsável por projetos pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação, Carla Cordeiro.

Por Marcos Garrido

Comentários

Publicidade