QUINTA, 16/01/2020, 19:06

Inovamed propõe pagar salários atrasados de plantonistas do HU em 60 parcelas

Os médicos não aceitaram o acordo e vão para a justiça tentar receber em média R$ 10 mil cada um dos 25 profissionais terceirizados.

O Hospital Universitário de Londrina contratou por meio de processo licitatório a empresa Inovamed para contratar médicos plantonistas para atender a unidade.

A contratação por parte do hospital não poderia ser feita de forma direta aos médicos, teria que ter a empresa terceirizada contratada para oferecer os profissionais.

Hoje são 25 médicos que atendem no HU, mas 90% dos profissionais estão sem receber os salários. Em média o valor devido a cada um dos médicos é de R$ 10 mil, o que somaria um total de R$ 250 mil.

De acordo com o médico, Júlio Onofre, os atrasos iniciaram em setembro.

Nessa semana a empresa propôs pagar os médicos em 60 parcelas. Algo recusado pelos profissionais.

Ainda de acordo com o médico vai ser preciso acionar a justiça para o recebimento dos honorários.

O contrato com a empresa por parte do governo do estado foi interrompido no dia 16 de dezembro, desde então o governo do estado paga por meio do HU diretamente os profissionais de forma emergencial até um novo processo de licitação de contratação de uma empresa terceirizada.  

Em nota a assessoria do HU reitera que os pagamentos pelos serviços prestados pela empresa Inovamed foram feitos de forma rigorosa por parte do governo do estado e repassado pelo hospital a empresa, o repasse deveria ter sido efetivado por parte da terceirizada aos médicos.

O HU reforçou ainda que não houve interrupções nos atendimentos do hospital, apesar do problema enfrentado pelos médicos com a terceirizada.

O advogado Paulo Volpi, representante da Inovamed, por meio de nota, informou que a empresa mantém a proposta de 60 parcelas e que essas são as condições da empresa no momento de processo de reestruturação.

Por Bruno Carraro

Comentários