QUINTA, 28/01/2021, 09:16

Londrina entra na briga para receber Escola de Sargentos do Exército

Investimento pode chegar a 800 milhões de reais, mas exige uma área de 50 quilômetros quadrados

Uma comitiva de integrantes do Exército Brasileiro esteve em Londrina para vistoriar áreas que podem receber a instalação da nova sede da Escola de Sargento de Armas, atualmente localizada na cidade de Três Corações, Minas Gerais. A ESA é o estabelecimento de ensino superior do Exército, responsável pela formação anual de 2,5 mil sargentos da infantaria, cavalaria, artilharia, engenharia e comunicações.

A estimativa é de que a nova sede receba um investimento de 800 milhões de reais. Pelo porte do empreendimento, a exigência é de uma área de 50 quilômetros quadrados. O presidente do Sinduscon, Sandro Nóbrega, comandou um estudo que apontou seis áreas privadas na região que atendem este requisito e inclusive foram vistas em um sobrevoo com os membros da comitiva.

Além de Londrina, estão na disputa para receber a escola Santa Maria, no Rio Grande do Sul, Recife, em Pernambuco e Ponta Grossa. O coronel Joarez Alves Pereira Junior, que comanda o projeto, declarou ter boas impressões da cidade.

Segundo o coronel, a escolha da cidade deve ocorrer ainda este ano, para que as obras sejam iniciadas em 2022.

A inclusão de Londrina na lista de cidades aptas a receber a Escola de Sargento de Armas foi intermediada pelo deputado federal Filipe Barros. Ele citou os próximos passos necessários para que o município continue na briga para receber o investimento.

O prefeito Marcelo Belinati projetou o reflexo que a vinda do empreendimento pode trazer para a economia da cidade, e citou uma eventual parceria com o governo do estado para viabilizar a desapropriação da área.

Por Marco Feltrin

Comentários