SEGUNDA, 23/11/2020, 17:51

Matrícula na Rede Estadual de Ensino começa nesta terça-feira

Núcleo Regional de Educação informou que mais de 200 novos alunos, não só da rede privada, buscaram vaga nos últimos meses, parte deles já para o ano que vem.

O processo começaria nesta segunda-feira, mas por conta de problemas com o sistema informatizado da Secretaria Estadual de Educação, só deve ser iniciado nesta terça. Além da confirmação da matrícula dos alunos que já fazem parte de rede estadual de ensino, os estudantes que chegam das escolas particulares, de outros municípios e até de outros países, também devem fazer o pedido da vaga pela internet, no endereço www.areadoaluno.seed.pr.gov.br, até o dia 18 de dezembro.

Horácio Utiamada, coordenador de Logística do Núcleo Regional de Educação de Londrina, explica que o processo é simples e que ao acessar o sistema de matrícula online o responsável pelo estudante precisa informar o CPF e o número do celular e pode escolher até três escolas, mas a primeira opção, diz ele, é pela unidade mais próxima da casa do aluno.

O coordenador diz ainda que no caso das escolas cívico-militares, que têm um processo seletivo, o pai ou responsável faz a opção na hora da rematrícula, mas precisa esperar pela aprovação para o colégio.

Em relação à chegada de novos alunos para a rede estadual, o coordenador do Núcleo de Educação disse ainda não ter um levantamento detalhado sobre as transferências, mas afirma que mais de 200 novos alunos buscaram uma vaga nos últimos meses, parte deles já para o ano que vem, tanto da rede privada local quanto de outros estados e municípios.

Em Londrina, o Núcleo Regional de Educação tem 67 escolas e mais de seis dezenas de unidades em outros municípios da região para estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e de todas as série do ensino médio.

Lembrando o endereço do portal para matrícula na rede estadual de ensino é o www.areadoaluno.seed.pr.gov.br. Quem não tiver acesso à internet, pode ir diretamente à escola para efetivar a matrícula online ali mesmo.

Por Marcos Garrido

Comentários