SEGUNDA, 22/07/2019, 06:10

Obra da reforma e ampliação da Maternidade Municipal deve iniciar na próxima semana

Foi preciso fazer um novo processo licitatório.

São quatro meses com as obras totalmente paradas na Maternidade Municipal Lucilla Ballalai, com interrupção do último contrato.

A construtora que estava tocando a obra teve o contrato reincidido pela prefeitura de Londrina, por descumprimento de obrigações trabalhistas e a não apresentação de garantias contratuais. O que gerou uma multa de R$ 1 milhão, que deverão retornar aos cofres municipais. Apenas 4% dos trabalhos foram realizados pela empresa.

Como as empresas que haviam ficado em segundo e terceiro lugar no certame não quiseram assumir os trabalhos foi preciso fazer um novo processo licitatório.

Segundo o Secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, a empresa Tekenge Engenharia é a vencedora e inicia as atividades no local na próxima semana.

A primeira previsão de entrega da reforma da maternidade, se ela estivesse ainda em andamento, era agosto de 2019.

Agora a nova data para conclusão fica para outubro de 2020.

As obras consistem em ampliação de outros mil metros com um custo de R$ 6 milhões.

Apesar das obras os atendimentos na maternidade não vão ser interrompidos.

Por Bruno Carraro

Comentários