QUINTA, 22/08/2019, 17:11

Polícia localiza homem suspeito de violar túmulos em cemitérios da região

Pelo menos quinze sepulturas teriam sido danificadas, as duas últimas em Cambé. Acusado vai ser investigado pelo vandalismo e também por necrofilia, que é a prática sexual com pessoas que já morreram.

A Polícia Civil de Cambé conseguiu localizar o homem que pode ter sido responsável por violar dois túmulos no cemitério da cidade nesta semana, e outros treze no cemitério São Pedro, em Londrina, em fevereiro deste ano.

No caso de Cambé, registrado na manhã de quarta-feira, ele teria retirado os caixões de dentro das sepulturas e, em um dos casos, segundo perícia preliminar, mantido relação sexual com o corpo. Os jazigos violados são de duas idosas, de 83 e 65 anos de idade, enterradas no cemitério há quatro dias e há três anos, respectivamente.

De acordo com o delegado Roberto Fernandes, o suspeito seria um morador de rua, natural de Apucarana, e já com passagens pela polícia, tanto é que, atualmente, usa uma tornozeleira eletrônica. O homem, ainda conforme o delegado, sofreria de transtornos mentais.

Fernandes destaca que o acusado já foi ouvido e nega as acusações. A polícia também recolheu material de DNA e digitais dele para comparar com o que foi coletado nos túmulos violados.

As informações também foram repassadas pelo delegado para a polícia de Londrina, que investiga a violação dos túmulos do Cemitério São Pedro desde o ocorrido, há quase seis meses. Em um dos casos antigos, também há a suspeita de necrofilia, que é a prática sexual com pessoas que já morreram.

O responsável pela violação dos túmulos pode responder pelo crime de vilipêndio de cadáver, cuja pena máxima é de três anos de prisão.

Por Guilherme Batista

Comentários

Publicidade