QUARTA, 19/01/2022, 19:00

Procon divulga pesquisa com preços do material escolar

Entre os itens pesquisados nas lojas da cidade e sites de comércio eletrônico, diferenças de preço de até 4.000%, como no caso do apontador de lápis.

O levantamento do Procon foi realizado entre a quarta-feira da semana passada e a última segunda em três lojas de material escolar da cidade e quatro sites de comércio eletrônico. No total, foram pesquisados 32 itens e a maior variação nos preços entre todas os estabelecimentos, físicos ou on-line, foi no apontador de lápis de um furo com depósito.

O menor valor encontrado para o produto foi de R$ 0,10 e o maior de R$ 4,20, uma diferença de mais de 4.000%. O levantamento apurou ainda algumas variações grandes de preço no caderno quadriculado, mais de 900%, e de mais de 850% no lápis preto com borracha.

Em relação ao comércio local, a maior variação foi no apontador de lápis de um furo, sem depósito, que podia ser comprado a R$ 0,30 ou até a R$ 2,30, uma diferença de mais de 650%. Outros produtos da lista de material escolar com grande diferença de preço nas lojas de Londrina foram o caderno quadriculado grande, mais de 600%, e a lapiseira de 0,7 mm, que teve variação de quase 400%.

No comércio eletrônico, a maior variação, de mais de 3.000%, foi registrada nos preços do apontador de lápis de um furo, com depósito, com valores que começavam em R$ 0,10 e chegavam a R$ 3,20. Nos cadernos quadriculados grandes, a diferença nos sites chegou a quase 930%. No caso da borracha branca, ela foi de mais de 850%.

O diretor-executivo do Procon de Londrina, Thiago Romero, avalia que os resultados deixam claro que a pesquisa de preços é fundamental na hora de comprar o material escolar das crianças.

Thiago Romero ressalta que os preços dos produtos vendidos no comércio local são para pagamento à vista e nos sites de comércio eletrônico o valor do frete não está incluído.

Por isso, ele diz que o melhor mesmo é avaliar todas as opções.

A pesquisa completa com os preços do material escolar pode ser acessada na página do Procon de Londrina.

Por Marcos Garrido

Comentários