SEXTA, 21/01/2022, 17:51

Quase 300 cidades paranaenses não registram óbitos pela Covid há dois meses

Levantamento feito pela Sesa mostra ainda que apesar do grande crescimento no número de infectados, quantidade de óbitos caiu drasticamente no Estado.

Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde e mostram que mesmo com o aumento na circulação da variante Ômicron e da disparada do número de casos de Covid, 298 cidades paranaenses, o correspondente a quase 75% dos municípios do estado, não registram mortes pela doença há dois meses.

Em algumas delas, como Pinhal de São Bento e Jardim Olinda, os últimos óbitos ocorreram em abril do ano passado. Ainda de acordo com o levantamento da Sesa, 39 cidades estão há mais de 200 dias sem registrar mortes pela Covid.

O Paraná tem hoje mais de 70% da população com o esquema vacinal completo e o impacto disso na quantidade de mortes pode ser percebido quando se compara o trimestre de novembro de 2020 a janeiro de 2021, que registrou 5.211 óbitos, e o mesmo período um ano depois, quando foram 566.

O secretário Estadual de Saúde, Beto Preto, falou sobre o assunto na manhã desta sexta-feira e disse não ter dúvidas de que a queda na mortalidade é reflexo da imunização em massa.

Até esta sexta-feira, o Paraná tinha aplicado mais de 19.200.000 vacinas na população geral, sendo pouco mais de 9.000.000 para primeira dose, e 8.400.000 para a segunda ou a dose única. As de reforço em idosos e imunossuprimidos já somam mais de 1.170.000 aplicações.

O secretário disse ainda que com a chegada da variante Ômicron a curva de casos mudou radicalmente e que só se conseguiu evitar mais óbitos porque a maioria da população está vacinada.

No Paraná, o índice de predominância da variante Ômicron gira em torno de 85%. O dado foi confirmado à Sesa, na última quarta-feira pela Fiocruz.

 

Com informações da Agência Estadual de Notícias.

Por Marcos Garrido

Comentários