QUINTA, 22/07/2021, 18:18

Varejo paranaense inicia semestre com ainda mais confiança, revela pesquisa da Fecomércio

Em Londrina, o primeiro semestre foi de números positivos, principalmente por conta do Dia das Mães. Aqui na cidade, a expectativa dos comerciantes também é alta e a aposta é de um fim de ano ainda mais positivo.

Um segundo semestre com expectativas ainda mais altas, é o que mostra o Índice de Confiança do Empresário do Comércio, aferido pela Confederação Nacional do Comércio e a Fecomércio Paraná. Entre junho e julho, por exemplo, a alta no indicador foi de 6,6%. O melhor resultado desde maio do ano passado.

Na variação anual, o aumento na confiança do varejista passou de 50%, o que, de acordo com a Fecomércio, indica que os empresários já vivem uma retomada gradual dos negócios e apostam na evolução do cenário econômico.

Ainda de acordo com a sondagem da entidade, a confiança do varejista é ainda melhor nas empresas de menor porte, com até 50 empregados, e que cresceu pelo terceiro mês consecutivo.

A pesquisa avaliou, entre outros pontos, as Condições Atuais do Empresário do Comércio, que registrou a maior variação de maio para julho, com alta de quase 18%. Na comparação com o mesmo mês do ano passado o aumento foi muito mais expressivo, com quase 160% de alta.

Em Londrina, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista, Ovhanes Gava, diz que os números dos primeiros seis meses de 2021 foram positivos, principalmente por conta do Dia das Mães, a segunda data mais importante para o varejo, e que por aqui superou em muito as vendas do ano passado.

O presidente do Sincoval afirma que a expectativa dos empresários locais também é alta para o segundo semestre e a aposta é por um fim de ano ainda mais positivo.

Gava diz ainda que o sindicato também vem trabalhando junto à Prefeitura para que os cinemas sejam liberados, já que eles acabam funcionando como um grande atrativo para os consumidores dos shoppings.

No resto do país, a confiança do varejista também vem em alta. Em julho, o crescimento do indicador nacional foi de quase 12% em relação ao mês anterior.

Por Marcos Garrido

Comentários