SEXTA, 15/01/2021, 08:26

Vereador cobra Copel por ciclovia prometida em 2014 que ainda não foi entregue

Trecho na Zona Sul era contra partida por instalação dos superpostes de energia 

O vereador Matheus Thum protocolou um pedido de informação cobrando explicações da Copel sobre uma contrapartida não entregue à prefeitura de Londrina. Em 2014, a companhia inaugurou uma linha de transmissão de energia ligando a subestação do jardim Bandeirantes, na zona oeste, à subestação da avenida Waldemar Spranger, na zona sul. Nos 9 quilômetros de extensão, foram instalados superpostes, causando grande resistência de moradores do entorno.
Como contrapartida, a Copel construiria uma ciclovia de um quilômetro e 800 metros na Waldemar Spranger. Uma licitação chegou a ser aberta em outubro do mesmo ano, mas a obra nunca saiu do papel.

O vereador quer que a Copel e a prefeitura apresentem este termo de compromisso de contrapartida e retomem a obra da ciclovia.

Londrina conta hoje com 42 quilômetros de ciclovia. O plano de mobilidade urbana do município prevê 318 quilômetros de pistas exclusivas para ciclistas. Matheus Thum promete brigar para que a meta seja cumprida.

 

Por Marco Feltrin

Comentários