SEXTA, 06/01/2017, 19:38

Vereador Emerson Petriv se envolve em tumulto na UPA do Jardim do Sol

Petriv, dois médicos e uma enfermeira precisaram ir a delegacia para dar esclarecimentos. O parlamentar diz ter ido fiscalizar a escala de plantão e encontrou médicos e enfermeira chefe dormindo em horário de trabalho.

O vereador Emerson Petriv, do PR, conhecido como Boca Aberta se envolveu num tumulto na manhã desta sexta-feira na Unidade de Pronto Atendimento – UPA do Jardim do Sol, em Londrina.

O vereador precisou ser levado à delegacia para dar esclarecimentos, junto com ele foram dois médicos e uma enfermeira que acusaram o parlamentar de agressão verbal.

Nossa reportagem entrou em contato com Boca Aberta, ele esclareceu ter recebido denuncias de que os médicos não estariam cumprindo a escala de plantão e foi fiscalizar a UPA.

Segundo Petriv ele chegou de surpresa no local pela madrugada, por volta das 5h da manhã e constatou que dos quatro médicos de plantão, apenas um estava atendendo, os outros estariam dormindo. Boca Aberta revelou ainda que a enfermeira chefe também estava dormindo em horário de serviço, foi quando ele e o filho tentaram registrar as supostas irregularidades com o celular e foram impedidos. A partir daí ele alega que chamou a polícia e todos precisaram dar esclarecimentos.

Já a Secretaria Municipal de Saúde de Londrina informou pela assessoria de imprensa da prefeitura de Londrina em nota oficial lamenta o ocorrido. E informa que todas as medidas para apurar este fato estão sendo tomadas.

E informou que o Secretário Municipal de Saúde, Luiz Koury, esteve na noite desta quinta-feira na Unidade de Pronto Atendimento, para avaliar o trabalho realizado e promover remanejamentos, além de reajustes nas escalas de médicos e servidores para melhorar o atendimento à população.

Boca Aberta já tem registros polêmicos antes mesmo de assumir a cadeira no legislativo. No discurso de posse na Câmara ele criticou todos os parlamentares a gestão anterior e inclusive deputados federais que participavam da solenidade.

Ele está sendo investigado pela Polícia Federal de ter incitado os moradores a invadir o residencial Flores do Campo na região norte da cidade. Em novembro do ano passado a PF fez buscas na casa do vereador. Emerson Petriv foi o vereador eleito com mais votos em todo o Paraná.

O procurador jurídico da Câmara de Londrina, Miguel Aranega, não falou especificamente sobre o caso do vereador Emerson Petriv, mas falou sobre o regimento interno da Casa. Questionado se as regras de decoro são válidas só para dentro ou fora das estruturas da Câmara, ele disse que a lei orgânica é válida para as estruturas da Casa.

Já em relação a fiscalização dos serviços públicos, que deve ser feita por vereadores, o parlamentar tem que seguir um protocolo.

Por Bruno Carraro

Comentários

Publicidade