SEGUNDA, 04/01/2021, 08:39

Vereadores tomam posse do mandato em cerimônia virtual

Ainda sob indefinição da vaga, Marinho do MDB vai assumir uma das cadeiras

A Câmara de Londrina realiza na tarde desta sexta-feira uma cerimônia de posse inédita, totalmente virtual, sem a tradicional ocupação das galerias por parentes e amigos dos eleitos, que também não poderão ocupar o plenário. A participação será por meio de videoconferência, com o parlamentar podendo até usar a estrutura dos gabinetes, mas com apenas um acompanhante.

Pela primeira vez também, a sessão de posse será comandada por uma mulher. O regimento interno prevê que a cerimônia seja presidida pelo vereador mais idoso, no caso a professora Sônia Gimenez, do PSB. A mesa diretora será completada pelo atual presidente Ailton Nantes, representando o Partido Progressista (PP), legenda com maior número de votos, e de Mara Boca Aberta, do PROS, vereadora mais votada no último pleito.

Para um dos 19 vereadores, a posse ocorrerá em clima de indefinição. Marinho, do MDB, foi eleito com 1.990 votos. Porém, uma decisão da justiça em favor do candidato Zezinho Fisioterapeuta, do PDT, fez com que os 1.080 votos dele fossem computados para o partido, tomando o lugar do MDB no quociente eleitoral. Com isso, quem herdaria a vaga é Roberto Fu, mais votado do PDT, com 1.844 votos.

A Justiça Eleitoral marcou para 13 de janeiro a recontagem destes votos e, como ainda não há nenhuma determinação oficial sobre o caso, Marinho toma posse do cargo normalmente nesta sexta e se disse tranquilo quanto o futuro.

A cerimônia, que também irá definir quem ocupará a presidência do Legislativo, está marcada para começar às seis da tarde e terá transmissão ao vivo nos canais da Câmara de Vereadores de Londrina no Youtube e no Facebook.

Por Marco Feltrin

Comentários