QUARTA, 17/06/2020, 17:29

Apreensões de drogas e prisões por tráfico quase que dobraram nas zonas norte e oeste de Londrina

Subcomandante da 4ª Cia da PM diz que grupos de whatsapp e denúncias da comunidade têm sido fundamentais para os resultados.

Quase o dobro de ocorrências na comparação com o ano passado. O aumento nas apreensões e prisões por tráfico de drogas, de janeiro a maio de 2020, na área da 4ª Cia Independente da Polícia Militar, foi de 94%. Os números saltaram de 77 ocorrências em 2019 para 150 agora em 2020.

O major Ricardo Eguedis, subcomandante da 4ª Cia, responsável pelo policiamento de em toda a zona norte da cidade e boa parte da região oeste, e uma população estimada em aproximadamente 250 mil pessoas, diz que a explicação para o aumento das apreensões e prisões por tráfico de drogas está no novo modelo implantado a partir do segundo semestre do ano passado, a chamada polícia de proximidade.

E a parceria com a comunidade tem sido fundamental para que o modelo funcione, diz o major. A principal estratégia é melhorar a comunicação com a comunidade. Para isso já são mais de sete grupos de whatsapp de moradores e comerciantes e dezenas de denúncias feitas diariamente.

Em relação ao perfil das apreensões, o major diz que há de tudo, desde pequenas quantidades até grandes volumes localizados em laboratórios de beneficiamento de drogas. O subcomandante da 4ª Cia da PM explica ainda que a maioria dos presos é de jovens com no máximo 22 anos e atua no varejo do tráfico, nas chamadas biqueiras.

O major diz que dois bons exemplos dessa participação da comunidade são o Farid Libos e o São Jorge, onde as operações de combate ao tráfico têm ocorrido com frequência por conta das denúncias dos moradores, principalmente familiares de usuários. O subcomandante cita ainda outro grande problema na área de atuação da Companhia, os caça-níqueis. As apreensões também aumentaram, e muito.

O major explica que os números dos grupos de whatsapp não são divulgados por questão de segurança, mas diz que os moradores que quiserem participar devem procurar a sede da 4ª Cia, na rua Lupércio Pozato 555, zona norte da cidade , ou mesmo abordar um policial na rua e fazer o pedido.

Por Marcos Garrido

Comentários