SEGUNDA, 18/05/2020, 06:35

Carteira de identificação para autistas passa a valer em todo o estado dando prioridade para os atendimentos em serviços públicos e privados

Londrina já contava com a medida, mas agora foi implementada pelo governo do estado de forma online.

Pessoas com autismo passam a ter prioridade no atendimento em serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social, com a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista - CIPTEA.

A medida passou a valer no dia 4 de abril no Paraná. Dados da Secretaria Estadual de Justiça, Família e Trabalho registram uma busca de 500 solicitações só na primeira semana.

Londrina já contava com o modelo aplicado pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização – CMTU, mas agora com a carteira estadual quem tem o filho ou algum parente autista pode ser atendido com prioridade quando for para outras cidades também. 

É o caso da Joice Almeida de Londrina, ela já tinha a carteirinha da cidade, mas fez na semana passada a estadual, agora ela e o filho autista de 9 anos podem ser atendidos com prioridade quando vão para cidades da região e precisam de alguma forma enfrentar filas.

Joice explica que a criança autista, principalmente, não tem paciência de esperar em um supermercado ou em uma loja. A prioridade no atendimento público ou privado é essencial para quem cuida de pessoas com autismo ou até para o autista mais independente.

O documento é digital e de graça, com possibilidade de impressão pelo próprio usuário ou responsável.

Para solicitar a carteira basta acessar o site www.carteiradoautista.pr.gov.br, fazer o cadastro e seguir o passo a passo com o preenchimento e envio dos documentos necessários.

Em caso de dúvidas a pessoa pode entrar em contato com o Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência pelo email cpcd@sejuf.pr.gov.br ou pelo telefone (41) 3210-2430.

Por Bruno Carraro

Comentários