QUARTA, 18/09/2019, 19:39

CMTU publica edital do lote 1 do transporte coletivo

O certame está com o valor máximo da passagem mais alto, o que deve motivar a participação de mais empresas na licitação.

Depois de dois meses da 1ª publicação (que deu deserta), o edital do lote 1 do transporte coletivo foi republicado pela CMTU. Cálculos foram refeitos, principalmente com relação ao número médio de passageiros, combustível e insumos. Segundo o diretor de transportes da companhia, Wilson de Jesus, o valor máximo da passagem repassado a empresa aumentou de R$ 4,23 para R$ 4,35. Essa é a principal mudança e um dos atrativos para que empresas participem da disputa.

O diretor explica que ainda não é possível precisar o valor da passagem aos usuários. O lote 2 (que tem menos linhas), que vai ser comandado pela empresa Londrisul, que ganhou o certame em julho, ficou em R$ 4,24. Agora, a CMTU aguarda o valor da empresa que vai assumir o lote 1 (o maior, com mais linhas de ônibus). A média dos dois valores é o que vai ser cobrado dos usuários. O que garante o diretor é que a passagem não vai custar mais de R$ 4,30.

Enquanto o lote 1 está sendo licitado, o serviço do transporte coletivo de Londrina continua operando normalmente. Essa situação vale até que os dois novos contratos sejam assinados. O diretor Wilson de Jesus explica que a TCGL opera amparada por uma decisão judicial liminar e a Londrisul, por renovação emergencial do contrato.

Os envelopes com as propostas das participantes do lote 1 serão abertos no dia 21 de outubro, às 9h na sede da CMTU. O novo contrato vai valer para os próximos 15 anos.

Por Claudia Lima

Comentários

Publicidade