TERCA, 05/01/2021, 19:11

Conta de luz deve ficar mais barata em janeiro

Com bandeira amarela, valor cobrado será menor, mas ainda é preciso estar atento para economizar.

A Agência Nacional de Energia e Eletricidade (Aneel) instituiu bandeira amarela para a conta de luz no mês de janeiro. Segundo a agência, com a previsão de maior volume de água nos principais reservatórios do país, espera-se que a produção de energia nas usinas hidrelétricas volte a crescer. Com isso, é possível a redução na tarifa.

Desde maio o sistema de bandeiras tarifárias estava interrompido, por conta dos impactos econômicos causados pela pandemia. Mas, em dezembro, a agência determinou a cobrança da conta de luz em bandeira vermelha patamar 2. Isso representa que o consumidor pagaria R$ 6,24 a cada 100Kwh. Já neste mês de janeiro, com o retorno à faixa amarela, a cobrança adicional cai para R$1,34.

Mas, de acordo com Ayres Gonçalves, gerente da agência da Copel de Londrina, a boa notícia não é sinal para relaxar nas medidas de economia na eletricidade. Ele explica que eletrodomésticos são os principais vilões da conta de luz. Geladeiras, ferros de passar roupa e chuveiros devem ser utilizados de maneira eficiente para reduzir os gastos de energia.

Segundo Gonçalves, o chuveiro é o aparelho que mais consome energia na casa. Para evitar gastos excessivos, a solução é reduzir a duração dos banhos. Ele afirma que limitar o tempo de chuveiro ligado pode ser até mais efetivo do que trocar a chave seletora de temperatura.

Ele também destaca que o ferro de passar roupa consome uma grande quantidade de eletricidade para alcançar a temperatura adequada. Por isso, é recomendado que o equipamento seja usado com menos frequência, mas com maior quantidade de roupa.

De acordo com o gerente da Copel em Londrina, para geladeiras, a orientação é que diminua a quantidade de vezes em que a porta do eletrodoméstico é aberta. Dessa maneira, o motor da geladeira exige menos energia para resfriar o aparelho.

Segundo Ayres Gonçalves, durante o verão, o uso mais frequente do ar-condicionado também tende a aumentar a conta de luz. Ele explica que, assim como os demais eletrodomésticos, é preciso estar atento ao consumo de energia e utilizá-lo corretamente. Neste caso, orienta-se que o equipamento não fique ligado constantemente, principalmente no período da noite. Resfriar o ambiente e depois desativar o ar-condicionado ou programar o desligamento são opções para reduzir os gastos com o aparelho.

Por Victor Assis

Comentários