QUINTA, 29/08/2019, 18:15

Corregedoria da prefeitura de Londrina ainda faz procedimentos preliminares para instaurar processo administrativo contra servidor que deu tapa na cara de paciente da UPA

Após instaurado a conclusão levará 180 dias, nesse período o técnico de enfermagem permanece afastado das funções.

O caso do técnico de enfermagem que deu tapa na cara do paciente da Unidade de Pronto Atendimento – UPA do Jardim do Sol, ainda está longe de terminar.

Além de responder um processo criminal o servidor ainda vai responder por um processo administrativo disciplinar que pode levá-lo a demissão por justa causa.

De acordo com o Corregedor geral da prefeitura de Londrina, Alexandre Trannin, estão sendo feitos procedimentos que antecedem a instauração do processo administrativo disciplinar.

Para o Corregedor geral da prefeitura nessa fase o servidor nem precisará ser ouvido. Ainda não se sabe ao certo quando o processo administrativo disciplinar será aberto. Mas nesse período o servidor fica afastado das funções e continua recebendo salário.

O caso ocorreu no dia de 18 de agosto. O técnico em enfermagem diz que o paciente entrou em uma área restrita da unidade e ainda teria feito ameaças e o agredido verbalmente.

Por Bruno Carraro

Comentários