QUARTA, 01/07/2020, 18:06

Crianças e gestantes ficam abaixo de 50% de imunização contra a gripe em Londrina e têm nova oportunidade até sexta-feira

Outros grupos de riscos superaram as metas. Idosos e profissionais da saúde aderiram acima de 120% à vacina.

A Campanha de Vacinação contra a gripe, em Londrina, foi mais uma vez prorrogada, mas para um grupo de risco específico desta vez. São crianças, mulheres com até 45 dias após o parto e grávidas. Essas pessoas não chegaram a 50% da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde das 5,3 mil gestantes que deveriam buscar a vacina em Londrina, apenas 1,9 mil se imunizaram, bem abaixo de 50%. Crianças que deveriam ser imunizadas somam na cidade 36 mil e chegou a apenas 15 mil, também abaixo de 50% da meta. As mulheres com até 45 dias após o parto o volume é bem menor e também está abaixo dos 50%.

A Campanha Nacional de Vacinação encerrou na terça-feira, no Paraná e em todo território nacional. O governo já havia prorrogado a imunização por 20 dias para que o público alvo fosse alcançado, mas não foi suficiente.

Segundo a diretora de vigilância em saúde, Sônia Fernandes, um novo prazo, até sexta-feira, foi dado para que todos esses do grupo de risco principalmente as crianças sejam imunizadas. A preocupação maior é com os pequenos que logo devem voltar às escolas e precisam estar imunizadas.

Ainda de acordo com Sonia Fernandes, outros grupos de riscos superaram as metas. Idosos e profissionais da saúde aderiam acima de 120% à vacina.

Estão disponíveis ainda 20 mil doses que serão aplicadas em breve, provavelmente na semana que vem para toda a população. O que ainda será anunciado pela prefeitura.

Para agendar a vacina basta ligar na UBS mais próxima.

Por Bruno Carraro

Comentários