QUARTA, 19/02/2020, 19:25

Crise sanitária da China favorece exportação de frango

Só do Paraná, no último mês, foram mais de 31,3 mil toneladas de proteína para o país asiático, número 82,81% maior que no mesmo período do ano passado.

A China vive crises sanitárias sérias com a peste suína africana. O País asiático é o principal importador da carne de frango no estado.

O estado enviou ao exterior em janeiro, um total de 31,3 mil toneladas. Em comparação com o mesmo mês em 2019, registrou-se aumento de 82,81%.

De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná - Sindiavipar, Domingos Martins, o estado está trabalhando para ampliar a produção e exportar ainda mais carne para a China, hoje são 13 empresas autorizadas.

O Paraná iniciou 2020 com recorde de abates para um mês em sua história. Ao todo, foram 170,1 milhões de cabeças de frango, ultrapassando as 168,1 milhões registradas em agosto de 2019. Além disso, o índice foi 5,65% maior em relação ao primeiro mês do ano passado - 161 milhões de aves.

Por Bruno Carraro

Comentários