QUARTA, 08/08/2018, 18:52

Empresa de artigos hospitalares teria sido a mais beneficiada pelo esquema que fraudou sistema de cobrança da Secretaria de Fazenda

Representantes da firma devem prestar depoimento à comissão aberta na Câmara pra investigar o caso no próximo dia 22.

A Comissão Especial de Inquérito da Password, que investiga o suposto esquema de corrupção que fraudou o sistema de cobrança da Secretaria Municipal de Fazenda, pretende continuar com a coleta de depoimentos na próxima semana. Depois de ouvir o corregedor-geral do Município, Alexandre Trannin, nesta quarta-feira, a CEI marcou para o próximo dia 22 a oitiva de mais um servidor envolvido na apuração das irregularidades e também depoimentos de representantes da empresa que, segundo as investigações, teria sido a mais beneficiada pelo esquema.

O presidente da CEI, vereador Filipe Barros, não quis divulgar o nome da empresa, mas destacou que ela é do ramo de artigos hospitalares.

A CEI foi aberta como reflexo da Operação Password, do Ministério Público, que, em maio deste ano, prendeu três pessoas acusadas de envolvimento no esquema de adulteração. Segundo as investigações, os integrantes entravam no sistema da Secretaria de Fazenda pra apagar dívidas tributárias com ISS e IPTU de empresas e pessoas físicas. De acordo com levantamento feito pelo próprio município, foram registradas pelo menos 54 alterações indevidas, o que teria causado um prejuízo de pelo menos 700 mil reais aos cofres do município.

O presidente da CEI insiste na tese de que o esquema teria contado com a participação de ainda mais servidores. O funcionário convocado pra prestar depoimento na próxima reunião, segundo ele, pode ajudar a desvendar essa teoria.

A próxima reunião da CEI da Password ficou marcada para o próximo dia 22, a partir das duas horas da tarde, no prédio da Câmara de Vereadores.

Por Guilherme Batista

Comentários