SEGUNDA, 24/01/2022, 19:13

Faculdades particulares se preparam para início de novo ano letivo em modelo presencial

Serão adotados protocolos de segurança que incluem uso obrigatório de máscara e higienização das mãos. A princípio, instituições não preveem exigência de passaporte vacinal.

Ao longo das próximas semanas, os calendários de atividades em faculdades privadas de Londrina devem ter início. Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 no município, o formato presencial tem sido adotado por instituições da cidade.

Na faculdade Unifil, o novo ano letivo está previsto para começar no dia 14 de fevereiro. O reitor Eleazar Ferreira diz que o centro universitário está preparado para voltar a receber os alunos e explica que a retomada das atividades será realizada com base em protocolos de segurança, já conhecidos da população, como distanciamento social, uso de máscara de proteção e higienização dos espaços.

Na avaliação de Ferreira, o retorno das aulas presenciais deve contribuir para reduzir os impactos da pandemia na educação. A medida também deve atender uma parcela do público das universidades que não se adaptaram aos meios digitais durante o período em que o formato remoto foi adotado.

Em relação à possibilidade de exigir que os estudantes apresentem o certificado de vacinação contra o coronavírus para participarem das aulas presenciais, o reitor da faculdade diz que, a princípio, a medida não deve ser aplicada, mas que Instituição vai continuar acompanhando as orientações da Secretaria Municipal de Saúde.

Em nota, a assessoria de comunicação da Universidade Unopar e Faculdade Pitágoras informou que os centros de ensino superior também não vão adotar a exigência de passaporte vacinal, neste momento, já que as regras atuais não estabelecem essa obrigatoriedade.

A volta das atividades presenciais está prevista para o dia 3 de março. Os alunos serão avisados com antecedência sobre o calendário do novo ano letivo. O comunicado diz ainda que as instituições vão manter protocolos de segurança para preservar a saúde da comunidade. Entre as medidas estão o uso de máscara, aferição de temperatura, tapetes sanitizantes e uso de álcool gel.

Por Victor Assis

Comentários