TERCA, 02/02/2021, 19:25

Guarda Municipal recebeu mais de 500 denúncias relacionadas à pandemia em janeiro.

Secretário de Defesa Social afirma que relaxamento das medidas de prevenção motivou alto número de chamados

Em ações de fiscalização e combate à pandemia no município de Londrina, a Guarda Municipal realizou mais de 350 atendimentos a denúncias encaminhadas para a central de monitoramento da corporação no mês de janeiro. Outras 102 queixas foram encaminhadas para demais órgãos de fiscalização.

Só no último final de semana, foram registrados 27 atendimentos que resultaram no fechamento de bares que promoviam aglomeração, interdição de festas clandestinas e eventos irregulares.

De acordo com o secretário de Defesa Social, Pedro Ramos, no último mês, 471 denúncias foram recebidas nas centrais, além de outras 49 encaminhadas pelo WhatsApp da Guarda Municipal. As ações realizadas pelos agentes geraram 101 termos de constatação, 19 estabelecimentos interditados e dois encaminhamentos para delegacia de polícia.

Para Ramos, o cenário atual é preocupante. Ele considera que o alto índice de denúncias reflete um maior relaxamento da população em relação às medidas de prevenção à Covid-19, em especial, ao isolamento social.

O secretário também destaca a participação dos londrinenses na fiscalização de festas e focos de aglomeração. Ele afirma que há uma dificuldade dos órgãos fiscalizadores tomarem conhecimento da organização de eventos clandestinos e que a denúncia é um importante meio para que estas informações sejam direcionadas para equipes que atuam no combate à pandemia.

Apesar do desafio, Ramos explica que a Guarda Municipal vem monitorando a divulgação de eventos irregulares. Dessa maneira, agentes são encaminhados para os locais informados em ações preventivas, agindo antes da aglomeração e impedindo um novo processo de contágio.

Para denúncias, a Guarda Municipal atende pelo telefone 153, que atende todos os dias, a qualquer hora. As informações também podem ser encaminhadas ao WhatsApp, pelo número (43) 9 9995-0272.

REPÓRTER VICTOR ASSIS

Por Victor Assis

Comentários