SEGUNDA, 21/06/2021, 07:00

Inverno começa nesta segunda-feira com clima seco e queda nas temperaturas

Mesmo com término do fenômeno La Niña, que deveria normalizar quantidade de chuvas no Paraná, volume pode ficar abaixo do previsto.

A estação mais fria do ano, que teve início às 0h32 desta segunda-feira (21) e segue até o dia 22 de setembro, deve trazer além da queda nas temperaturas, uma redução considerável no nível de chuvas em todo o estado, com exceção do litoral.

De acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), ao longo da semana, o clima deve ficar cada vez mais gelado com a chegada de novas massas de ar frio, como explica a meteorologista Ângela Costa.

Segundo o Simepar, em Londrina, o primeiro dia do inverno mantém condições parecidas à última semana, com céu limpo e ensolarado, apesar das baixas temperaturas. Mas a estação também traz outras mudanças para o sistema atmosférico da região.

Isso porque o fenômeno La Niña, que até então estava influenciando o clima paranaense com redução das chuvas, deixou de atuar e o estado entra um período de neutralidade. Ângela explica que, com isso, o volume registrado deve se igualar, já que a estação é marcada pelo tempo mais seco. Mas ainda assim, é possível que haja redução na quantidade de chuvas.

A meteorologista do Simepar destaca que até agora, no mês de junho, o sistema contabilizou apenas 24 milímetros na região norte. De acordo com a média histórica, o volume para o período pode chegar a até 130 milímetros.

O Paraná já vem sofrendo com uma seca prolongada e Ângela explica que a irregularidade na distribuição das chuvas compromete ainda mais as plantações do estado. Segundo ela, o inverno pode prejudicar algumas culturas, mas o principal vilão continua sendo a estiagem.

A meteorologista também ressalta que a chegada da estação mais fria do ano também deve provocar a formação de geadas com mais frequência em regiões de maior altitude no estado. Para o norte paranaense, no entanto, o fenômeno não deve ser tão presente.

A plataforma que monitora a formação de geadas em todo o estado segue operando até meados de setembro. Os boletins diários estão disponíveis nos sites do Simepar, como também do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-PR). Também é possível consultar as informações por meio do aplicativo IAPAR Clima, ou ainda pelo telefone (43) 3391-4500.

Por Victor Assis

Comentários