SEGUNDA, 04/06/2018, 19:41

Licença ambiental e trâmites burocráticos impedem que Hospital da Zona Oeste de Londrina saia do papel

O estado ainda não recebeu oficialmente o terreno da PUC - PR para que a construção da unidade seja realizada. O recesso eleitoral deve atrasar ainda mais os procedimentos.

Certidões para doação do terreno que será construído o Hospital da Zona Oeste de Londrina estão travadas por causa de uma licença ambiental.

O terreno foi doado pela PUC Paraná, campus Londrina, ao governo, mas sem que todo o trâmite de recebimento do terreno por parte do governo seja finalizado, não tem como dar andamento em projetos e obras.  

De acordo com o Secretário Estadual de Saúde, Antônio Carlos Nardi, o dinheiro está garantido, são R$ 25 milhões para as obras. Mas sem a licença ambiental não haverá sequencia nos procedimentos e o recesso eleitoral poderá atrasar mais ainda o início das obras que estava prevista para começar no primeiro semestre do ano que vem.

A unidade contará com 150 leitos, sendo 30 de UTI e 20 de Unidade de Cuidados Intermediários - UCI.

O terreno tem 88 mil metros quadrados, fica atrás da universidade e a estimativa inicial era que em até dois anos o hospital começasse a atender a população.

Por Bruno Carraro

Comentários