TERCA, 17/12/2019, 18:54

Londrinenses apresentam um ano de evolução no comprometimento da renda

Para economista o resultado é positivo para o comércio e faz a economia girar. 

O número de famílias com comprometimento da renda em dívidas aumentou em 2019.

Dados apresentados pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas Aplicadas da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR apontam que os consumidores apresentam maior confiança em adquirir nova dívida.

De acordo com o economista Marcos Rambalducci, o ano começou com quase 62% das famílias endividadas. Já no fechamento do último trimestre esse número chegou a 63,3%. O que significa que a economia está girando.

Outro fator positivo é que cai o número de pessoas com dívidas em atraso.

O início do trimestre aponta 28,3% com dívidas em atraso e o fechamento do ano conta com apenas 20%.

Outro fator que favorece a economia e gera expectativas nos comerciantes é que houve redução no número de pessoas que afirmam não ter condições de pagar as dívidas.

No início do ano esse número chegava a 9,1% ao longo do ano foi caindo e chegou a 8,5%.

Rambalducci explica que a redução pode parecer pequena, mas é um fator que aponta melhora e crescimento da retomada de compra.

Por Bruno Carraro

Comentários