TERCA, 26/01/2021, 19:30

Moradores da zona oeste reclamam de mau cheiro na região

De acordo com relatos, problema é persistente e ainda sem solução. Nos últimos dias, transtorno tem sido maior.

Quem mora na zona oeste de Londrina convive há um bom tempo com um incômodo causado por uma fábrica de laticínios instalada na região. A moradora do bairro Novo Sabará, Silvana Brandão, conta que o mau cheiro na região é constante. Mesmo quando o odor é amenizado, segue em algum grau. Mas nos últimos dias, marcados por chuvas constantes, o problema se intensificou.

Ela conta que a situação vem causando transtornos aos moradores da região há anos. E mesmo diante de tentativas da população em buscar soluções para o mau cheiro, até agora, o incômodo persiste. Para a moradora, a continuidade do problema por tanto tempo gera uma sentimento de frustração com o cenário apresentado.

Silvana é servidora da UPA Sabará, uma das principais unidades de saúde que atende casos de Covid-19 em Londrina. Ela conta que o odor causa transtornos tanto à população que vai buscar atendimento no local, quanto aos médicos, que vivem um dos momentos mais desafiadores da profissão.

Em nota, o Instituo Água e Terra do Paraná, órgão responsável pela fiscalização, informou que técnicos da companhia estiveram no local na última segunda feira e que o mau cheiro é causado por um processo de limpeza, realizado a cada três meses. Por se tratar de um tratamento biológico, o odor é exalado. O órgão, no entanto, afirma que a situação é temporária e que o procedimento é necessário para que o sistema não entre em colapso.

A CBN Londrina também entrou em contato com a empresa, produtora de laticínios, que, em comunicado, afirmou que está finalizando a limpeza e que sistema deve voltar às condições normais, sem odores.

Por Victor Assis

Comentários