QUINTA, 04/02/2021, 18:25

Municípios da região de Londrina se preparam para novo ano letivo

Em Ibiporã, atividades foram retomadas na quinta-feira. Escolas de Cambé reabrem em formato híbrido no dia 23 de fevereiro.

Alunos da rede municipal de Cambé já têm data para início de um retorno presencial em 2021. O ano letivo no município começa no dia 8 de fevereiro, ainda de maneira remota, mas, a partir do dia 23 de fevereiro, as escolas retornam às atividades em modelo híbrido, seguindo o formato apresentado pelo decreto estadual publicado do mês de janeiro.

A modalidade propõe que uma parte dos alunos compareça às aulas de forma presencial, enquanto outra parcela dos estudantes participe das atividades por meio de plataformas virtuais.

Cambé atende cerca de 10 mil alunos em 44 unidades, entre escolas municipais e centros de ensino infantil. Desse total, quase quatro mil estudantes vão participar do retorno presencial. Uma pesquisa foi feita junto aos pais, que opinaram entre a continuidade do ensino remoto ou a implantação do novo modelo. Pouco mais da metade dos responsáveis foi favorável à volta das aulas presenciais.

De acordo com a secretaria de Educação, Estela Camata, um protocolo de segurança foi elaborado pela pasta para se adequar às demandas que a rede municipal de ensino apresenta. Dessa maneira, as aulas serão realizadas em quatro dias da semana, de terça à sexta-feira. As segundas serão reservadas para higienização mais criteriosa.

 

Ela destaca que todas as unidades estão adaptadas para o retorno seguro dos alunos e equipes pedagógicas, com materiais de proteção e espaços preparados. Além disso, o projeto de volta às aulas presenciais garante que os responsáveis possam decidir pelo retorno dos filhos para o espaço escolar. Para a secretária os cuidados precisam ser estendidos aos pais para que o retorno seja efetivo.

 

Já na cidade de Ibiporã, a retomada das aulas presenciais ainda não está tão próxima. A programação na rede municipal teve início nesta quinta-feira, com a entrega do material dos alunos nas unidades educacionais. As atividades direcionadas aos estudantes serão encaminhadas na próxima semana.

Segundo Josilaine Corcóvia, diretora do Departamento de Educação, os primeiros meses do ano letivo vão ser dedicados à retomada de conteúdos do ano passado, como forma de avaliar o desempenho educacional dos alunos. Ela afirma que a volta às aulas, no modelo híbrido, pode se concretizar no mês de abril.

 

Ela explica que as equipes de educação estão fazendo atendimentos individualizados por meio de plataformas virtualizadas, mas que uma avaliação presencial deve acontecer em março, mediante autorização dos pais.

De acordo com a diretora, a partir desse diagnóstico, um conselho responsável pela manutenção do calendário letivo, irá analisar o cenário para implantação do modelo híbrido.

Por Victor Assis

Comentários