QUINTA, 20/01/2022, 18:24

Sem resposta de proprietários, CMTU começa a limpar terrenos com mato alto

Donos de áreas que não foram roçadas estão sujeitos a multa que pode chegar a R$ 3,00 por metro quadrado.

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) iniciou na última quinta-feira a roçagem de propriedades particulares que não fizeram o corte do mato alto dentro do período estabelecido. O prazo máximo se encerrou na quarta (19).

Segundo o diretor de operações Álvaro do Nascimento, no primeiro dia de atividades, cerca de 100 denúncias foram encaminhadas ao órgão, com informações de áreas sem manutenção em diferentes regiões da cidade. Durante a manhã de quinta, 12 terrenos já receberam o serviço feito pelas equipes.

Os proprietários já haviam sido notificados no dia 4 de janeiro, quanto à manutenção dos espaços. Nascimento orienta os donos de terrenos que ainda não foram roçados pela CMTU que façam o serviço, já que a multa para aqueles que deixaram de cuidar da propriedade é de aproximadamente R$3,00 por metro quadrado, incluindo neste preço, taxa de administração e o valor que é direcionado para a empresa terceirizada. De acordo com o diretor de operações da Companhia, o custo para o corte do mato em uma área de 250 m², por exemplo, pode ficar perto de R$ 750,00.

Segundo estimativas da CMTU, são mais 40 mil terrenos particulares em Londrina. Apesar disso, ainda não há um balanço de quantas propriedades deixaram de fazer a roçagem. A população pode enviar reclamações de mato alto em áreas privadas pelo número 3379-7900.

Por Victor Assis

Comentários