SEGUNDA, 18/07/2022, 11:00

UEL estuda possibilidade de criação do curso de Ciência de Dados e Inteligência Artificial

A princípio, projeto prevê 50 vagas em primeira turma, que poderia começar em 2024. Proposta ainda precisa de aprovação do Governo do Estado

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) está em busca da criação do curso de graduação em Ciência de Dados e Inteligência Artificial. A proposta já foi aprovada pelas instâncias da Instituição e, agora, precisa de uma autorização do Governo do Estado para dar início à implantação da nova formação, após os recursos solicitados serem repassados.

O projeto foi pensado pelo Departamento de Computação da Universidade. A expectativa é que a primeira turma tenha 50 vagas e possa ter início no primeiro semestre de 2024, caso todo o processo seja realizado de acordo com o previsto.

Na última semana, a reitora da UEL Marta Favaro participou de uma reunião com a Sociedade Rural do Paraná (SRP), com objetivo de buscar novas articulações e apoio de outros setores para a proposta do novo curso. 

Segundo Antônio Sampaio, presidente da entidade, a formação contribui para suprir uma demanda crescente por qualificação profissional na área e que também ajuda a atender uma nova realidade do campo.

Para Lucio Kamiji representante do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação e Comunicação (APL TIC) no Forum Desenvolve, a busca por profissionais que trabalham com inteligência artificial e ciência de dados passa por diversos segmentos e a expectativa é que essa demanda continue crescendo ao longo dos próximos anos.

Ainda são poucas as universidades que ofertam cursos de graduação para Ciência de Dados e Inteligência Artificial, cerca de 20 instituições. Com isso, a procura pela formação também deve ser alta por parte dos candidatos, o que também pode trazer mais movimento para a cidade.

A previsão é que, ao todo, o novo curso da UEL tenha uma carga horária de 3.024 horas e funcione no período da noite.
 

Por Victor Assis

Comentários