SEGUNDA, 05/07/2021, 07:00

Varejo paranaense cresce quase 13% no primeiro quadrimestre

Entre todas as regiões pesquisadas pela Fecomércio, Londrina teve o maior percentual de aumento no faturamento do comércio de janeiro a abril, com quase 30%.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural da Fecomércio Paraná e mostram que o varejo do estado cresceu 12,88% no acumulado de janeiro a abril. Entre os destaques, setores como o de materiais de construção, óticas, cine-foto-som, móveis, decorações e utilidades domésticas, além do segmento de autopeças e concessionárias de veículos. Todos com crescimento superior a 20% no primeiro quadrimestre.

O coordenador de Desenvolvimento Empresarial da Fecomércio Paraná, Rodrigo Schmidt, diz que os números acumulados de janeiro a abril indicam uma retomada do varejo do estado em diversos setores. As lojas de materiais de construção, por exemplo, viram as vendas darem um salto com a pandemia e acumulam, no quadrimestre, mais de 32% de aumento no faturamento.

Por outro lado, alguns setores do varejo registraram perdas expressivas no quadrimestre, explica o coordenador da Fecomércio.

Na comparação entre março e abril, as vendas do varejo cresceram pouco mais de 5%. Em relação a abril de 2020, os números da Fecomércio mostram um crescimento importante no faturamento do comércio, explica Rodrigo Schmidt.

Na análise regional, o Oeste e o Sudoeste do estado registraram mais de 10,5% de crescimento nas vendas. Em Curitiba e Região Metropolitana, o aumento chegou a 9,5%

Entre todas as regiões pesquisadas, Londrina teve o maior percentual de crescimento no faturamento do varejo de janeiro a abril, com quase 30%.

Entre todos os setores pesquisados, apenas os supermercados tiveram queda no faturamento em abril, de 1,7% na comparação com o mesmo mês do ano passado, reflexo, de acordo com o coordenador da Fecomércio do receio de desabastecimento lá no início da pandemia e que levou muita gente a estocar alimentos.

Por Marcos Garrido

Comentários