QUARTA, 30/06/2021, 18:31

Aulas presenciais são retomadas em mais 15 escolas estaduais da região de Londrina

Pais podem escolher se vão enviar estudantes para colégio. Alunos sem acesso à internet ou que apresentem dificuldades de aprendizagem são prioridade no atendimento.

Pouco mais de um mês após o retorno das atividades em unidades da rede estadual de ensino, o número de escolas que aderiram ao formato segue crescendo. Mais da metade dos colégios que fazem parte do Núcleo Regional de Educação de Londrina, já estão recebendo alunos.

Até o meio de junho, a Secretaria Estadual da Educação e do Esporte (Seed) realizava rodadas de abertura gradual das instituições de ensino. No entanto, a pasta afirma que a retomada continua sendo realizada em datas combinadas entre diretoria e núcleo regional.

Nesta semana, mais 15 colégios de Londrina e região anunciaram o retorno das aulas no formato híbrido, que combina ambientes virtuais de aprendizagem e a participação presencial. Jessica Pieri, chefe do Núcleo Regional de Educação em Londrina, afirma que os atendimentos priorizam alunos que não têm acesso aos conteúdos online ou apresentam dificuldades de aprendizagem.

Ela afirma que os colégios estaduais da região seguem protocolos de segurança para evitar a contaminação pela Covid-19. Entre as medidas adotadas, uso obrigatório de máscara de proteção, disponibilização do álcool gel e distanciamento de 1,5m entre estudantes.

Jessica considera que os espaços estão preparados para a retomada das atividades presenciais e destaca que a volta ao ambiente de ensino é opcional. Os responsáveis que escolherem pelo retorno devem assinar um termo de autorização e entregar na escola em que o aluno está matriculado. Ferramentas digitais, como o Aula Paraná, Google Meet, além do kit impresso, seguem disponíveis para famílias que prefiram pela continuidade das aulas remotas.

Até o momento, mais de 200 mil professores paranaenses receberam pelo menos a primeira dose contra a Covid-19. De acordo com o último levantamento divulgado pela Seed, das 901 unidades da rede estadual, nove tiveram atividades suspensas por conta de casos do coronavírus. O menor número registrado no mês de junho.

Por Victor Assis

Comentários