QUARTA, 08/07/2020, 17:29

Câmara de Alvorada do Sul ainda não foi notificada pela justiça sobre prisão de vereador

Advogado do Legislativo municipal diz que espera comunicação do poder judiciário para saber se parlamentar também foi afastado. Nesse caso, suplente precisa ser convocado imediatamente.

Até a tarde desta quarta-feira, a Câmara Municipal de Alvorada do Sul ainda não tinha sido notificada pela justiça da prisão do vereador Diogo Michel Canata, do PR. A cidade, de pouco mais de onze mil habitantes, teve uma manhã movimentada, bem diferente da rotina tranquila, com diversas viaturas da Denarc circulando pelas ruas do município e até o apoio aéreo de um helicóptero.

Além do parlamentar, outras nove pessoas foram presas. Na casa do irmão de Diogo Canata, que também foi detido, os policiais civis encontraram 30 quilos de crack. Além da droga, foram apreendidas ainda duas armas, quatro veículos e uma quantia não informada em dinheiro. A Operação Paranapanema foi coordenada pela Divisão Estadual de Narcóticos, Denarc, e teve a participação de 120 policiais.

Além de Alvorada do Sul, foram expedidos pela justiça mandados de prisão e de busca e apreensão para mais quatro cidades da região, Londrina, Mandaguaçu, Maringá e Rolândia.

O advogado geral da Câmara, Hugo Benelli, explica que aguarda a comunicação do poder judiciário, que deve chegar a qualquer momento, para saber se o parlamentar também foi afastado do cargo. Nesse caso, diz o advogado, o suplente de Diogo Canata deve ser convocado imediatamente.

O advogado da Câmara afirma ainda que logo após a prisão do vereador, ainda na manhã de quarta-feira, também protocolou junto ao Tribunal de Contas um pedido de informações sobre o que fazer em relação ao pagamento dos salários do vereador preso. Uma novidade para o Legislativo do Município, mas que já teve casos semelhantes aqui em Londrina, por exemplo, explica Hugo Benelli.

Falamos com o presidente da Câmara Municipal de Alvorada do Sul, vereador Marquinhos Moura. Ele preferiu não gravar entrevista, mas conversou com a reportagem e disse que ainda não teve tempo de falar com os colegas da Casa sobre a prisão de Diogo Canata e que, por orientação do próprio jurídico do Legislativo, não vai comentar o caso, por enquanto.

Por Marcos Garrido

Comentários