QUINTA, 16/01/2020, 19:09

Com a segunda maior frota de veículos do Paraná, Londrina registra queda em número de atropelamentos com morte, mas os casos ainda são consideráveis

Os dados da CMTU mostram que nos últimos 5 anos o número de mortes em atropelamentos reduziu em mais de 60%, mas só em 2019 foram 14 acidentes fatais.

Londrina tem a segunda maior frota de veículos do Paraná, com mais de 380 mil veículos rodando. O que significa que pelo menos 70% da população tem um carro na garagem, considerando que temos quase 600 mil habitantes.

Os dados estatísticos de acidentes de trânsito divulgado pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização – CMTU mostram que nos últimos cinco anos em Londrina houve queda significativa no número de acidentes de atropelamentos e de mortes.

Em 2015 foram 372 atropelamentos, seguido por 306 em 2016, 324 em 2017, 309 em 2018 e no ano passado 288.

Em resumo, o número de acidentes por atropelamento caiu 22% de 2015 para 2019.

Mas o número de atropelamentos fatais caiu em mais de 60%. Em 2015 foram 36 mortes e 2019 14.

Apesar da queda os números ainda assustam.

De acordo com o diretor de trânsito da CMTU, Sérgio Dalbem, a queda é resultado de um trabalho de conscientização de diversas autoridades de trânsito, não só municipal, mas do estado e até federal.

Como os números, apesar da queda, ainda são altos a intenção é intensificar ações de educação de trânsito e aumento de radares como redutores de velocidade, além da ampliação de semáforos, faixas de pedestres e sinalizações.

Em 2019 as pessoas envolvidas em atropelamentos somam 317.

Foram 180 homens e 137 mulheres.

Por Bruno Carraro

Comentários