SEXTA, 09/04/2021, 17:18

Diferença entre nascimentos e óbitos no Paraná atinge menor patamar da história em março

Comparação com mesmo mês de 2020 revela impacto da pandemia no Estado com a diferença entre nascidos e mortos chegando a apenas 11%.

Mais um reflexo triste da Covid-19. O aumento no número de mortes no estado em março, por conta da doença, provocou um fenômeno inédito no Paraná: a aproximação recorde entre os números de nascimentos e de óbitos, que atingiu o menor patamar da série do Registro Civil, iniciada em 2003.

Foram 12.957 nascimentos em março e 11.724 mortes. Com isso, a diferença ficou em 11% ou apenas pouco mais de 1.200 registros. Uma redução histórica de 92% desde o início da pandemia.

A diferença entre mortes e nascimentos já vinha caindo antes da crise sanitária, mas teve uma aceleração vertiginosa depois do novo coronavírus. Em 2003, no início da série histórica, a diferença era de mais de 170%, baixando para 140% na década de 2010 e iniciando 2020 com 120%. Com a pandemia, caiu para 103% em março do ano passado, para 68% em julho, chegou a 49% em dezembro e agora a menor diferença já registrada desde 2003, 11%.

A presidente do Instituto do Registro Civil das Pessoas Naturais do Paraná, Elizabete Vedovatto diz que os números chamam bastante atenção e que a diferença é gritante. Ela explica que no Cartório onde atua, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitba, antes da pandemia eram, em média, quatro óbitos ao mês.

Mas a situação piorou, e muito, no início de 2021, ela afirma. E ainda mais a partir de março, quando passaram a ser mais de 30 registros mensais.

No Brasil, a alta no número de mortes pela Covid também provocou a mesma a aproximação recorde entre os números de nascimentos e óbitos na série histórica do Registro Civil, mas em menor medida que no Paraná.

No país, foram quase 228 mil nascimentos e 180 mil óbitos em março com a diferença ficando em apenas 48 mil atos. Também uma redução histórica de 72% desde o início da pandemia, há pouco mais de um ano.

Os dados são divulgados no Portal da Transparência do Registro Civil, base de dados que traz todos os nascimentos, casamentos e óbitos registrados nos Cartórios do País, e que é administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais.

Por Marcos Garrido

Comentários