QUARTA, 07/02/2018, 19:17

Em um ano cresce 17% o número de famílias inseridas no Programa Bolsa Família em Londrina

O governo federal injeta na economia local mensalmente R$ 3 milhões para os 18,3 mil beneficiados do programa assistencial.

A cada dois anos os beneficiados de programas assistenciais do governo federal precisam atualizar o cadastro nos Centros de Referência em Assistência Social - CRAS.

Os últimos dados levantados pela Secretaria de Assistência Social apontam em média 44 mil londrinenses inseridos nos programas assistenciais.

De acordo com a gestora de transferência de renda da Secretaria de Assistência Social, Cláudia Renata Fávaro, em janeiro do ano passado eram 15 mil beneficiados pelo programa Bolsa Família, esse ano em janeiro foram recadastrados mais de 18,3 mil beneficiados.

Em um ano aumentou 3 mil famílias que recebem recursos do Bolsa Família, o que representa pouco mais de 17%. 

Londrina recebe do governo federal mais de R$ 3 milhões mensais só do Bolsa Família. O Benefício de Prestação Continuada – BPC é um subsidio para os idosos e deficientes que possuem baixa renda que insere mais de R$ 141 milhões do governo federal todos os anos. 

Para a gestora da transferência de renda da Assistência Social, a crise e a fragilidade do mercado de trabalho colaboraram com o aumento de famílias que necessitam do subsídio mensal do governo.

Os outros mais de 26 mil beneficiados de programas assistências que não correspondem ao programa Bolsa Família, também precisam fazer a atualização cadastral que é constante.

Para ter acesso ao programa Bolsa Família, é necessário renda per capita de até R$ 170 mensais.

Outras informações podem ser obtidas diretamente nos Centros de Referência em Assistência Social de Londrina. Ou pelo telefone 3378-0393.

Por Bruno Carraro

Comentários