TERCA, 08/06/2021, 19:33

Hospital do Câncer de Londrina tem sete pacientes com Covid

Por enquanto, situação está controlada, mas aumento do número de positivados pode comprometer atendimentos. Administrador-geral diz que grande desafio é dar continuidade a tratamentos com segurança em meio a pandemia.

De acordo com a administração do hospital, no momento, o cenário é gerenciável, mas também é preocupante. Isso porque o número de atendimentos a pacientes com câncer que contraíram a Covid-19 tem crescido de maneira rápida.

Ainda no fim de semana, três pessoas estavam em tratamento com sintomas da doença. Já na segunda-feira, o número saltou para nove. Nesta terça (8), um dos pacientes recebeu alta, mas outro internado não resistiu às complicações da infecção.

Edmilson Garcia, administrador-geral do Hospital do Câncer de Londrina, explica que a instituição se reorganizou para poder absorver essa demanda, com o avanço da pandemia na região. Ele afirma que, atualmente, a unidade consegue atender até 12 pessoas, sem que os demais serviços sejam comprometidos.

Ele explica que os pacientes que apresentam sintomas relacionados à Covid-19 são testados e caso tenham o diagnóstico positivo, são encaminhados para uma ala separada, exclusiva para acompanhamento de pessoas com a doença.

No mês de abril, a instituição teve que suspender os atendimentos ambulatoriais por falta de insumos para tratamento dos pacientes. Mas, segundo Garcia, um novo estoque dos produtos foi comprado pelo hospital.

De acordo com o administrador, a mercadoria foi importada e ainda não chegou, mas em poucos dias, a unidade deve receber uma nova quantidade de relaxantes musculares e anestésicos. Ele afirma que atualmente não há risco de desabastecimento dos materiais e cancelamento de operações.

O administrador-geral destaca a importância de que os pacientes deem continuidade aos tratamentos e diz que o objetivo da instituição é garantir que as atividades sejam mantidas com segurança mesmo diante do agravamento da pandemia.

O Hospital do Câncer de Londrina é referência para mais de 200 municípios da região. Edmilson Garcia faz ainda um apelo à população e pede que os londrinenses e pacientes atendidos pela entidade adotem as medidas de prevenção à Covid-19, como isolamento social, máscara e lavagem das mãos, para reduzir a incidência da contaminação na cidade e também no hospital.

Por Victor Assis

Comentários