SáBADO, 29/12/2018, 18:55

IPTU 2019 terá aumento de pouco mais de 4% e taxa de lixo cai mais de 30% em relação ao ano passado

Os 252 mil carnês do tributo começam a chegar às casas dos contribuintes londrinenses a partir do dia 10 de janeiro.

A partir do dia 10 de janeiro os londrinenses começam a receber em casa os carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU.

O IPTU 2019 vem com acréscimo de 4,03% a mais do que o imposto pago pelo contribuinte em 2018.

De acordo com o Secretário de Fazenda, João Carlos Barbosa Perez, o reajuste foi calculado sobre a inflação. No total são mais de 252 mil carnês que terão descontos de até 11% no pagamento à vista.

Os carnês terão os vencimentos em 25 de janeiro e 15 de fevereiro e poderão ser parcelados ainda em até 11 vezes.

Em 2018 foram gerados R$ 343 milhões do tributo e desse valor foram quitados em média 75%, totalizando mais de R$ 273 milhões arrecadados.

Em 2019 foram gerados para arrecadação R$ 363 milhões de IPTU. A expectativa é arrecadar R$ 290 milhões o que resulta em 20% de inadimplência esperada.

Apesar do novo aumento no tributo os contribuintes vão ter redução do valor da coleta de lixo. O de 2018 gerou muita polêmica no reajuste, porém as discussões renderam na Câmara um projeto de lei que reduz em acima de 30% o valor diário da coleta. O valor por dia de coleta era R$ 1,44 caiu para R$ 1,07.

Ainda de acordo com o Secretário de Fazenda o volume de recursos em isenções também aumentou. Em 2018 foram gerados R$ 150 mil em isenções, em 2019 serão mais de R$ 440 mil.

Alguns terão descontos parciais e outros totais.

O Programa de Regularização Fiscal – Profis aprovado no fim de 2018 na Câmara de vereadores, favorece contribuintes de ISS e IPTU, além de dívidas como multas e outros com a prefeitura. Quem não pagou os impostos municipais em dia poderá parcelar em até 24 vezes. Mas esse ainda precisa ser sancionado pelo prefeito Marcelo Belinati. A expectativa é que os contribuintes possam aderir à partir da segunda quinzena de janeiro.

Outras informações sobre o IPTU, impostos ou dívida ativa com o município diretamente na Secretaria Municipal de Fazenda na prefeitura de Londrina.

Por Bruno Carraro

Comentários