QUARTA, 04/08/2021, 17:53

Levantamento da ACIL mostra aumento de 97% da inadimplência em julho

Consultor da entidade diz, no entanto, que comparação com mesmo mês do ano passado não reflete comportamento do consumidor.

Os indicadores de julho do Sistema de Proteção ao Crédito da ACIL mostram que o número de consumidores com restrição ao crédito que conseguiu ‘limpar’ o nome continua seguindo uma tendência de crescimento em Londrina. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o aumento foi de 11%.

No acumulado de 2021, a quantidade de consumidores que deixou o cadastro de negativados da Associação Comercial também segue a tendência e foi 9% maior que no mesmo período de 2020.

O consultor econômico da ACIL, Marcos Rambalducci, explica que os dois números revelam uma reação da economia e, por tabela, do consumidor londrinense, que segundo ele é um bom pagador.

O número que chama a atenção, no levantamento da ACIL, é que a quantidade de londrinenses que tomou crédito e não conseguiu pagar as parcelas foi 97% maior que em julho do ano passado.

Marcos Rambalducci, explica que a comparação entre os dois meses não reflete completamente a realidade, já que no ano passado muitos comerciantes acabaram optando por não informar os atrasos nos pagamentos em função da situação econômica delicada do país.

O consultor da ACIL diz ainda que o exame simples dos números cria uma percepção equivocada sobre o comportamento do consumidor londrinense.

Outro dado que reforça essa necessidade de se fazer uma análise mais detalhada dos números dos dois meses, diz Rambalducci, é que a quantidade absoluta de consumidores com o nome negativado em julho de 2021 foi 8% menor que a média dos anos anteriores, com exceção de 2020.

Por Marcos Garrido

Comentários