QUINTA, 02/12/2021, 14:30

Londrina libera terceira dose da vacina para população com 50 anos ou mais

Outra novidade anunciada pela Secretaria Municipal de Saúde é a redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina Pfizer, que agora passa a ser de 21 dias.

A partir desta quinta-feira, dois de dezembro, quem tem 50 anos ou mais e tomou a segunda dose da vacina há, pelo menos, cinco meses, já pode agendar a terceira dose no Portal da Prefeitura. Quem vinha recebendo o imunizante por grupos prioritários, como professores, forças de segurança e portadores de doenças crônicas, entre outros, passa a fazer parte do público geral. 

A mudança no sistema de agendamento on-line, de acordo com a Secretaria de Saúde de Londrina, vai ser automática, sem necessidade da pessoa fazer qualquer alteração. Até agora, a dose de reforço estava liberada apenas para o público a partir dos 60 anos. A Secretaria Municipal de Saúde também anunciou a redução no intervalo da primeira para a segunda dose do imunizante da Pfizer, que agora passa a ser de 21 dias. 

Com a diminuição do prazo, de acordo com o secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, a previsão é de que mais de 20 mil londrinenses, que já completaram 21 dias da primeira dose da Pfizer, possam tomar a segunda e com isso completem o esquema vacinal até 31 de dezembro. 

Felippe Machado ressaltou ainda durante a atualização do Plano Municipal de Vacinação que a Secretaria de Saúde verificou, nas últimas semanas, uma queda no número de agendamentos.

O secretário destacou que a pandemia continua e apelou para que a população fique atenta aos prazos para tomar a vacina.

Felippe Machado destacou ainda que a presença da variante Ômicron não muda em nada os cuidados com a transmissão do vírus, que seguem os mesmos, o uso da máscara, o distanciamento social e a higiene das mãos.

De acordo com a última atualização do vacinômetro da Prefeitura, Londrina tinha aplicado até a noite desta quarta-feira, quase 904 mil doses das quatro marcas de imunizantes com uso autorizado pela Anvisa. Desse total, foram mais de 441 mil primeiras doses, quase 392 mil londrinenses já completaram o esquema vacinal e 70 mil tomaram a dose de reforço. 

Por Marcos Garrido

Comentários