SEXTA, 15/01/2021, 19:06

Londrina passa de 500 mortes pela Covid e soma mais 245 novos casos confirmados em novo boletim

Paraná se aproxima de meio milhão de diagnósticos positivos para a doença e 9 mil óbitos desde o início da pandemia.

Com os registros desta sexta-feira a cidade chegou a 501 vidas perdidas para a infecção causada pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. Das cinco mortes divulgadas pela Secretaria Municipal de Saúde, uma era do dia 27 de dezembro e só foi confirmada agora. Segundo a pasta, o paciente, um idoso de 88 anos, tinha comorbidades.

Os outros quatro óbitos também foram de homens, com idades que variavam de 58 a 83 anos, todos com doenças associadas. Entre a segunda e esta sexta-feira foram registradas na cidade 23 mortes pela Covid.

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou ainda 245 novos casos e com isso o total acumulado de confirmações da doença, desde março, chegou a 25.379. A média móvel de casos dos últimos sete dias, que era de 253 na sexta-feira passada, e veio caindo ao longo da semana, chegou a 236,7 nesta sexta-feira.

Em relação ao número de casos ativos, que era de 394 na segunda e chegou a 528 na quarta, houve uma queda para 366 pessoas em tratamento da doença na cidade. Deste total, 250 pacientes estão em isolamento domiciliar e 116 internados, sendo 79 em leitos de enfermaria e 37 em Unidades de Terapia Intensiva. O novo balanço municipal registrou ainda 127 casos suspeitos aguardando resultado do exame para detecção do vírus.

Em relação à ocupação das UTIs SUS para a Covid aqui em Londrina, a taxa ficou em 75% nesta sexta-feira. No caso dos leitos de UTI adulto das redes pública e privada, para todos os tipos de doenças, a ocupação ficou em 72%.

No Paraná, o boletim diário da Sesa trouxe 4.838 novos diagnósticos confirmados da doença e mais 82 mortes. Com isso, o estado soma agora 493.621 casos positivos da Covid e 8.966 óbitos pela infecção. Nas 82 mortes registradas no Paraná nesta sexta-feira, 15 de janeiro, eram 36 mulheres e 46 homens, com idades que variavam de 1 a 92 anos.

Por Marcos Garrido

Comentários