SEGUNDA, 13/04/2020, 18:00

Mais de 100, dos 200 profissionais de saúde contratados pela prefeitura para atuarem no atendimento a pacientes com Coronavírus em Londrina já estão trabalhando

A prefeitura havia recebido mais de 400 inscritos, mas pouco menos da metade foram desconsiderados por não apresentarem documentação. 

Para ajudar no enfrentamento à pandemia de Coronavírus, a Prefeitura de Londrina abriu inscrições para profissionais da saúde interessados em atender os pacientes com os sintomas da Covid-19 na cidade.

No total mais 400 médicos e auxiliares de enfermagem se inscreveram na chamada pública da Secretaria Municipal de Saúde.

Ao todo, se classificaram 231 profissionais, sendo 197 para atuar como auxiliares de enfermagem, 31 médicos de clínica geral e três pediatras plantonistas. Os outros 226 interessados não finalizaram as inscrições com o encaminhamento correto da documentação exigida no edital do processo de seleção e, por isso, foram considerados desclassificados.

Entre eles estavam dois pediatras, 10 clínicos geral e 214 auxiliares de enfermagem.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, dos mais de 200 classificados, mais de 100 já estão atuando nas Unidades de Pronto Atendimento e Unidades Básicas de Saúde, em especial os técnicos de enfermagem. Os médicos e demais profissionais devem iniciar as atividades nos próximos dias.

Ainda de acordo com Felippe Machado, outros mais de 60 agentes de endemias também devem começar a atuar na cidade nas próximas semanas.

O trabalho contra o Coronavírus não para, mas as medidas contra a dengue também não tiveram pausa.

Felippe ressalta que no momento não haverá novo chamamento para contratação de profissionais.

A contratação temporária será por 30 dias, mas ela poderá ser prorrogada por mais 30.

Os profissionais vão atuar no combate à Covid-19 em escala de plantão, sendo a prioridade inicial o atendimento em unidades exclusivas para a triagem e tratamento dos casos suspeitos dessa doença. Para isso, os auxiliares de enfermagem terão uma jornada de 30 horas semanais e receberão R$ 2.385,24 mensais. Já os médicos deverão executar plantões somando 24 horas semanais e receberão R$ 9.892,01 por mês.

Por Bruno Carraro

Comentários