QUINTA, 28/06/2018, 17:52

Mais de 76% das empresas paranaenses se dizem prejudicadas pela greve dos caminhoneiros

Para 62% dos empresários foi a maior variação negativa nos negócios desde agosto de 2015.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná – Fecomércio, divulgou dados de uma pesquisa sobre o impacto da greve dos caminhoneiros sobre as empresas paranaenses.

De acordo com a pesquisa, 76,9% das empresas consideram-se prejudicadas pela greve.

A coordenadora de pesquisas da Fecomércio Paraná, Priscila Andrade, conta que as perdas chegaram a 20,43% do faturamento entre maio e junho.

Priscila Andrade ainda explica que, os setores mais prejudicados são: bebida, alimentação e transporte.

A pesquisa ainda aponta que houve piora no cenário econômico. Mais de 62% dos empresários consideram que desde agosto de 2015, não houve uma variação negativa como esta.

Mesmo assim houve 9,3% dos empresários que analisaram a greve como positiva para os negócios e 13,8% ainda não haviam medido as consequências da paralisação.  

Por Bruno Carraro

Comentários