SEGUNDA, 03/12/2018, 19:20

Novo sistema de atendimento para consultas particulares começa a operar na cidade por meio da Associação Médica de Londrina

A intenção é que pessoas que não tem plano de saúde e não podem esperar pelo SUS paguem particular com valores bem reduzidos.

A Associação Médica de Londrina – AML agora conta com o Sistema Nacional de Atendimento Médico – Sinam.

O sistema já está em operação no Paraná há 20 anos pela Associação Médica do Paraná – AMP, em Londrina passou a operar no final do mês passado.

A intenção é oferecer atendimento particular com consultas cobradas bem abaixo dos valores convencionais.

De acordo com a presidente da AML, Beatriz Tamura, pessoas que não tem plano de saúde, mas não podem ou não querem esperar pelo atendimento do Sistema Único de Saúde – SUS, podem conseguir a consultas a valores mais acessíveis.

Os interessados podem acessar o site do Sinam e fazer o cadastro.

O titular pode incluir descentes e ascendentes ao sistema. As consultas ficam abaixo do valor de mercado,  R$ 150, a taxa administrativa é anual no valor de R$ 140.

Outras informações pelo endereço eletrônico www.sinam.com.br .

Por Bruno Carraro

Comentários