TERCA, 14/08/2018, 19:37

Pesquisa aponta que 45% dos recursos do PIS / Pasep vão ser utilizados para pagamentos de dívidas em atraso

Para economista essa é a melhor maneira de utilizar o dinheiro e recuperar crédito no comércio.

Mais de 28,7 milhões brasileiros podem sacar o fundo do PIS / PASEP. Os recursos foram liberados na última terça-feira para os trabalhadores de todas as idades.

Uma pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito – SPC Brasil aponta que mais de 45% dos beneficiários desse fundo vão usar o dinheiro para pagar dívidas atrasadas.

De acordo com o economista Marcos Rambalducci, a melhor maneira de gastar esse dinheiro é pagando contas em atraso para que o consumidor fique livre de juros e ainda ganhe crédito na “praça”.

Mas a pesquisa revela ainda que, tem os que poupam e aproveitam do benefício para fazer o dinheiro render, esses representam 30% dos entrevistados.

Para Rambalducci, o melhor investimento é uma poupança, mas pode ser um acerto mais lucrativo como o Tesouro Direto que rende mais a longo e médio prazo.

Outros 9% vão utilizar os recursos para compras de roupas, sapatos e assessórios.

14% dos brasileiros não sabem se têm direito ao benefício.

A pesquisa foi realizada em 12 capitais.

Podem sacar o dinheiro os trabalhadores de organizações públicas e privadas que contribuíram para o PIS ou para o Pasep até 4 de outubro de 1988 e que não tenham resgatado todo o saldo. Quem passou a contribuir após essa data não possui saldos para resgate.

As contas do PIS, vinculadas aos trabalhadores do setor privado, são administradas pela Caixa Econômica Federal. Já as do Pasep, vinculadas aos servidores públicos, são administradas pelo Banco do Brasil.

Por Bruno Carraro

Comentários