SEGUNDA, 23/03/2020, 06:20

Prefeitos da região estão pessimistas com impactos econômicos da pandemia do novo Coronavírus

Prefeito de Ibiporã fala em caos nas finanças públicas com o avanço da Covid-19 e defende mudanças na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Uma situação nova, com medidas drásticas tendo que ser tomadas quase que diariamente e muitas incertezas. A crise mundial gerada pela pandemia do SARS-COV-2 é um desafio que ninguém sabe direito ainda como vai acabar. Os impactos econômicos das medidas tomadas até agora por muitas prefeituras, como o fechamento do comércio, ainda são difíceis de medir em valores.

O prefeito de Ibiporã, João Coloniezi, avalia que ainda é cedo para saber o tamanho do problema para os Municípios, diz ter uma visão pessimista do momento e fala em caos nas finanças públicas com o avanço da Covid-19.

O prefeito de Ibiporã fala em dificuldades para o setor produtivo daqui para frente, e cita um cenário catastrófico no país caso o cenário vivido na Europa hoje se repita por aqui. Coloniezi defende mudanças na Lei de Responsabilidade Fiscal para que os prefeitos consigam administrar os municípios.

O prefeito de Tamarana, Beto Siena, também avalia que ainda é difícil medir o tamanho do impacto econômico da crise. Mas diz que, certamente, vai ter grandes repercussões para todos, União, Estados e Municípios, além da própria população.

Por Marcos Garrido

Comentários