SEGUNDA, 11/11/2019, 06:00

Projeto que obrigaria Sanepar a instalar bloqueador de ar terá audiência pública

Além da companhia, procon também deve ser ouvido

Segue tramitando na Câmara de Vereadores o projeto de lei que obriga a Sanepar a instalar equipamentos bloqueadores de ar no sistema de abastecimento de água do município.

De acordo com a iniciativa, o aparelho deve ser instalado na tubulação que antecede o hidrômetro individual ou coletivo de abastecimento de água. O equipamento seria custeado pela própria Sanepar.

A Comissão de Justiça da Câmara pediu análise do Procon sobre o tema. Segundo o órgão, como a Sanepar tem um contrato em vigência com o município, é muito provável que o custo seja repassado à população na tarifa de água.
Para dirimir as dúvidas, a Comissão também solicitou a realização de uma audiência pública, apoiada pelo autor da proposta, vereador Guilherme Belinati.

Belinati relatou diversas reclamações de clientes da Sanepar em que, mesmo com o registro fechado, o hidrômetro continua contando o consumo devido ao ar que passa pela tubulação.

A Sanepar defende que uma lei regulamentada em 2007 estabelece que os eliminadores de ar só podem ser instalados na rede de distribuição global, e não no aparelho que liga ao imóvel. A companhia diz ainda que a legislação estadual proíbe qualquer manipulação da rede de abastecimento para instalação do eliminador de ar por terceiros. A Sanepar também argumenta que o aparelho deixa a rede de distribuição vulnerável e prejudica a qualidade da água, trazendo riscos à saúde pública.
A audiência para discutir o assunto na Câmara ainda não tem data definida.

Por Marco Feltrin

Comentários