QUINTA, 31/01/2019, 18:29

Setor imobiliário retoma crescimento principalmente em locações de imóveis

Estudante universitário é o maior público nesse período do ano. Advogado especialista no assunto alerta locatários e locadores quanto aos critérios exigidos em contrato.

Em 2018 especialistas do setor afirmavam que o setor imobiliário em Londrina e região ganharia força já no início do ano.

A expectativa se confirma segundo informações do Sindicato dos Corretores de Imóveis de Londrina e região – Sincil.

De acordo com o presidente do Sincil, Marco Antônio Baccarin, se comparado com anos anteriores existe uma busca maior em locações de imóveis, mesmo considerando aqueles que são para estudantes universitários, que tem a maior procura nesse período do ano.

De acordo com Baccarin, o setor de vendas de imóveis ainda não houve registro de crescimento significativo, já que existem mudanças nos financiamentos imobiliários. Mas a expectativa é de um ano bem melhor que os anteriores.

Para o advogado, Jossan Batistute, especialista no assunto, as movimentações imobiliárias de início de ano exigem cautela e cuidado nos contratos.

Os pontos que mais chamam a atenção nesse início de ano são nos contratos que pedem dupla garantia, como pagamentos antecipados e seguro fiança ou fiador, nesses casos são irregulares e até fora da lei.

Ainda segundo o advogado, em vistorias de imóveis é imprescindível que os dois lados, locatários e locadores fiquem atentos, em especial em estabelecimentos comerciais. Por isso a vistoria deve ser acompanhada por ambos no início do contrato e término do uso da propriedade.

As ressalvas são para contratos de gaveta, nesse caso, os contratos devem ser tornados públicos, ou seja, o inquilino deve levar para registro junto à matrícula do imóvel, além de reconhecer firma em cartório. Só assim os direitos contidos no contrato terão valor.

Por Bruno Carraro

Comentários