SEXTA, 20/05/2022, 13:00

Superintendente do HU de Londrina é reconduzida ao cargo para os próximos quatros anos

À frente do HU durante a pandemia da Covid-19, Vivian Feijó conversou com a CBN sobre os desafios que a instituição enfrenta e deverá, como o orçamento apertado e o déficit de servidores

O Hospital Universitário de Londrina elegeu o corpo de diretores para os próximos quatros anos. Atual superintendente da instituição, Vivian Biazon Feijó foi reconduzida ao cargo em uma eleição que contou com chapa única. Também farão parte da equipe o diretor clínico Alcindo Cerci Neto, a diretora de enfermagem Iara Aparecida de Oliveira Secco e a diretora Administrativa Daiane Vieira Cardoso.

Conforme o hospital, dos 318 docentes aptos a votarem, 215 participaram do processo, sendo que 180 registram os votos na chapa, um índice de mais de 83%. Entre mais de 1300 técnicos, 510 participaram e a chapa contou com 76% dos votos. Já dos quase 1500 alunos aptos a votarem, apenas 215 participaram do processo. Destes, 46% registraram os votos na chapa liderada pela atual superintendente.

Desafio histórico do hospital, o déficit de servidores concursados alcança 780 profissionais, de acordo com a superintendente. Questionada, Feijó avaliou que cabe à diretoria lançar mão de outros formas de contratação para não prejudicar o atendimento enquanto a abertura de concursos é decisão do governo do estado.

Hospital estratégico e principal referência para o atendimento pelo Sistema Único de Saúde em Londrina, o HU atende pacientes de 250 municípios do Paraná e até de outros estados. A expansão do número de leitos que foi possível com os recursos liberados por conta da pandemia da covid-19 é um ponto para se comemorar. Porém, alguns gargalos ainda estão presentes quando se fala da estrutura do HU.

A cerimônia de posse da nova diretoria do HU vai ser realizada no dia 10 de junho na Reitoria da Universidade Estadual de Londrina.

Por Vitor Struck

Comentários